Por falta de dinheiro, as eleições 2016 serão realizadas manualmente, através da velha cédula de papel. É a primeira vez que isso acontece desde 2000, quando o eleitorado brasileiro passou a votar através da urna eletrônica. A informação de que a falta de recursos impedirá o uso das urnas eletrônicas foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (30).

“ O contingenciamento imposto à Justiça Eleitoral inviabilizará as eleições 2016 por meio eletrônico”, diz o artigo 2º da portaria conjunta nº 3, de 27 de novembro de 2015.

O texto é assinado pelos presidentes do Tribunal Superior Federal (STF), Superior Tribunal Eleitoral (TSE), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunal Superior do Trabalho (TST), Superior Tribunal Militar (STM), Superior de Justiça do Distrito Federal (SJDF) e seus respectivos conselheiros.

As urnas eletrônicas foram usadas pela primeira vez em 1996. Mas foi somente em 2000 que todo o eleitorado brasileiro fez uso do sistema.