Mais de duas mil pessoas participaram no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida – Santuário Nacional de Aparecida da 7ª Peregrinação e o 5º Simpósio Nacional da Família. O evento contou com debates, palestras e celebrações exclusivas durante os dias 30 e 31 de maio.
Em 2015 o Simpósio refletiu a missão da família em viver a Igreja e anunciar o evangelho com o tema “O amor é a nossa missão: a família plenamente viva”. A cerimônia de abertura contou com a participação de dom Darci José Nicioli, bispo auxiliar de Aparecida – SP, dom João Bosco de Souza, Presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família, dom João Carlos Petrini, bispo de Camaçari – BA e do casal Roque e Verônica Rhoden, coordenadores nacionais.
Dom Darci abriu a cerimônia dizendo o quanto o trabalho das famílias representa para o Santuário Nacional, destacando ser característico do Santuário que as romarias e as peregrinações se organizem a partir do núcleo familiar. Ele reiterou lembrando que as famílias que visitam o Santuário fazem a experiência de “estar em casa na Casa da Mãe”, por relatarem que aqui se sentem acolhidos e com a esperança renovada.
Seu discurso ainda lembrou que a família está no centro das preocupações e reflexões da Igreja, o que pode ser observado a partir dos principais eventos da Igreja Católica, como o Sínodo dos bispos sobre a Família e o Encontro Mundial das Famílias que vai ocorrer em setembro deste ano.
A importância da vida missionária e consagrada também foi destaque no discurso de Dom João Bosco. Ele afirmou que o 5º Simpósio é uma missão para os envolvidos: “É hora de anunciar o evangelho e a família”, exclamou. “Pra mim é o início de uma caminhada de quatro anos, e eu espero mais aprender do que ensinar”, disse ainda Dom João Bosco sobre o primeiro mês de sua atuação como presidente da Comissão para a Vida e a Família.
Dom João Carlos Petrini, antecessor de Dom João Bosco nesta Comissão e que esteve diretamente envolvido nas últimas peregrinações, também deixou uma mensagem às famílias presentes, mostrando que o mundo está crise e que o amor é a solução: “A humanidade passa por um momento muito especial, passamos por uma transformação. E nessa transformação se corre o risco de perder valores importantes, mas ao mesmo tempo se tem a oportunidade de crescer e conquistar outros tantos valores também essenciais (…). As famílias passam por uma crise humana, mas nós não somos parte da crise, somos parte da solução na medida em que abraçamos a graça que Deus nos deu, a graça de viver o amor, o amor humano como doação de si mesmo para o bem e a felicidade de outros”, ressalta. Cobertura especial: Portal A12

Participação da Diocese
Da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, a Concatedral Nossa Senhora da Glória enviou um ônibus com quarenta lideranças da Pastoral Familiar, lareiristas e jovens, como apoio do Pároco, Pe. Dilonei Pedro Müller. Também teve a participação de Lideranças das Paróquias de Marmeleiro, Dois Vizinhos, Pato Branco e Santuário de Nossa Senhora da Salette – Rio Elias, acompanhado pelo Pe. Vanderlei Itcak (Imaculada Conceição – Dois Vizinhos). De Pérola do Oeste, o Pároco, Pe. Marcio Campos da Silva e oitos lideranças também participaram do evento.