Alvo de investigações da Justiça Federal por suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobrás, intitulado “Petrolão”, o deputado federal Nelson Meurer (PP) falou ontem (12) com a imprensa da região sudoeste. O parlamentar sabatinado pela repórter Marcilei Rossi, do Jornal Diário do Sudoeste de Pato Branco.

A entrevista também foi reproduzida pela Onda Sul FM, emissora da Rede Bom jesus de Comunicação. Questionado sobre as acusações, Meurer declarou não ter conhecimento detalhado do processo em que é citado junto com outros políticos de seu partido, o PP. Alegou que que aguarda o posicionamento de seu advogado, o qual está analisando o processo.

Quanto ao envolvimento de outros nomes do Partido Progressista (PP) na lista divulgada semana passada pelo STF, Nelson Meurer declarou que cada caso é um caso. Segundo ele, o PP está sendo uma grande vítima dessa investigação, pelo fato de apoiar o governo da presidente Dilma Rousseff.

O deputado ainda contestou reportagem do Jornal Folha de São Paulo, divulgada dia 12, apontando que seu patrimônio teve um crescimento de 173% em apenas quatro anos, passando de 1,5 milhão para 4,7 milhões. Meurer explica que o aumento se refere a um terreno rural em Francisco Beltrão, no valor de 3,1 milhões.

Segundo ele, a área de terra havia sido doada em 1985 para o Ibama, quanto ocupou o cargo de presidente do Sindicato Rural de Francisco Beltrão. O objetivo seria implantar um projeto voltado a piscicultura, mas como não foi concretizado o terreno foi devolvido, conforme previa contrato firmado na época em que o órgão federal foi instalado no município.

Ouça reportagem……