Um menino de 3 anos de idade morreu carbonizado em Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado, na tarde desta segunda-feira (18). A ocorrência foi registrada pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 15h15, na Rua dos Pinhas, Bairro Sadia. A vítima, Izac da Rocha Feil, estava brincando em um dos quartos da casa, onde também estava o irmão gêmeo Isaias e o outro irmão, adolescente de 15 anos, responsável pelos dois.

Conforme o adolescente, identificado como Cleiton, ele deixou uma chaleira no fogão e gás e foi consertar uma bicicleta no quintal. Pouco depois ouviu o pedido de socorro de Isaias informando que tinha fogo dentro da casa. Cleiton invadiu a residência e conseguiu retirar Isaias, mas devido a fumaça foi impedido de chegar até o quarto de Izac. Um bombeiro militar, soldado Leomar, que mora próximo e estava de folga ouviu o pedido de socorro e correu para ajudar, mas da mesma forma não conseguiu entrar no quarto pela quantidade excessiva de fogo e fumaça.

Logo em seguida, o Corpo de Bombeiros chegou e constatou que a criança estava morta. O local foi isolado até a chegada da Criminalística que fez apenas um levantamento preliminar nesse primeiro momento e liberou o corpo que foi recolhido ao IML de Francisco Beltrão. Os pais da criança estavam no trabalho e entraram em choque ao tomar conhecimento que Izac estava morto.

De acordo com o perito Patrick de Souza, do Instituto de Criminalística de Francisco Beltrão, uma perícia mais detalhada será feita nesta terça-feira (19), com objetivo de apurar detalhes no local. A princípio, ele acredita que o fogo tenha começado a partir da rede elétrica e não como informou o adolescente, no fogão a gás. A Polícia Civil também esteve no local e um inquérito deve ser instaurado para apurar o caso.

Fotos: Evandro Artuzi