O médico  João Petry recebeu nesta sexta-feira (20), na Câmara Municipal de Pato Branco, o título de Cidadão Honorário de Pato Branco. A homenagem foi proposta pelo vereador Geraldo Edel de Oliveira, Ito Oliveira (PV). Participaram da cerimônia de entrega do título, o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi (PDT), vereadores, familiares e convidados.

A cerimônia aconteceu no Plenário da Casa. Enio Ruaro (PR), presidente do Legislativo, falou que a entrega do título representava o reconhecimento pelo  seu trabalho, sabedoria em  administrar  com eficiência o tempo, foi isso que fez você para chegar ao momento presente. “Você demonstrou razões mais do que suficientes para receber a homenagem e com certeza absoluta posso afirmar que saberá honrá-la”, destacou o presidente.

“Recebo com muita alegria e orgulho esse título, ele enobrece a agente”, falou o homenageado, enaltecendo que a cidade lhe deu tudo que tem. Petry recordou o processo de desenvolvimento do município, de inclusão social. Há 33 anos, segundo o médico, a realidade era bem diferente, o poder aquisitivo mudou a qualidade de vida,  qualidade da educação e da saúde.

O autor da homenagem, vereador Ito, justificou o titulo ao trabalho que o médico realizou ao longo dos últimos, trabalho de fomento à inclusão social através de palestras em escolas, comunidade e igrejas. “A homenagem faz justiça, o município de Pato Branco acolhe João Petry, é como se fosse a sua segunda certidão de nascimento”, ressaltou Ito.

Sobre o homenageado

João Petry é nascido na cidade Massaranduba (SC). De família humilde, iniciou a sua vida escolar na zona rural do município, onde cursou na Escola Municipal Massaranduba o ensino fundamental, entre 1962 a 1964. Em 1976, prestou vestibular de Medicina na Universidade Federal do Paraná.

Formou-se em dezembro de 1980, fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Após o período de graduação, João Petry veio residir e exercer a profissão de médico ginecologista e obstetra em Pato Branco, no dia 1º de fevereiro de 1983, atuando no Hospital São Lucas.

No Hospital São Lucas deste a sua chegada à cidade, exerceu o cargo de diretor da instituição. Atualmente é diretor clínico do Instituto de Saúde São Lucas (Issal). É profissional concursado deste 1985 no município de Vitorino. Em 32 anos, Petry realizou mais de 12 mil partos, 30 mil consultas e 4 mil cirurgias ginecológicas.

Em 1985, Petry casou-se com Rosna Petry {em lembrança}, professora da UTFPR, da união matrimonial nasceram Juliana Petry {médica ginecologista} e João Francisco Petry {acadêmico do 4º ano de medicina pela Universidade Univille, Joinville (SC).