• Compartilhe no Facebook

Foto: Rádio Educadora de Laranjeiras do Sul.

O grupo do MST, do acampamento Herdeiros da Terra de Primeiro de Maio, encerraram nesta quarta-feira (25), a mobilização em frente à prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu. O grupo permaneceu no local por mais 48 horas.

Na segunda-feira (23), os manifestantes estiveram reunidos com o prefeito Ademir Fagundes, e com os vereadores durante a sessão do legislativo, porém não chegaram em um acordo. O grupo pedia melhorias nas estradas do acampamento, mais linhas para o transporte escolar, além de atendimento médico na comunidade.

Na manhã desta quarta-feira foi realizada uma audiência pública em frente à prefeitura de Rio Bonito com a participação dos coordenadores do MST, Toni Escobar e Enio Pasqualin, o procurador da Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu, Ricardo Corso, procuradora Prefeitura de Nova Laranjeiras, Daiana Pavlak e o procurador da Câmara de Vereadores de Nova Laranjeiras, Diogo Henrique Soares, o assessor de comunicação de Nova Laranjeiras, Osvaldir Pedroso e o assessor de comunicação de Rio Bonito, Dennis Migliorini.

Ficou definido que os pedidos do movimento serão atendidos pelos dois municípios, Rio Bonito do Iguaçu e Nova Laranjeiras. Com o fim da mobilização, o atendimento voltou ao normal no período da tarde.

 

  • Compartilhe no Facebook