O Paraná inicia no próximo dia 01 de novembro, a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa. Todos os bovinos e bubalinos deverão ser imunizados. De acordo com a responsável pela unidade local da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná), Bruna Amates, em Palmas e Coronel Domingos Soares, mais de 68 mil animais deverão ser vacinados.

Ressaltou que a comprovação deve ser feita até o dia 01 de dezembro, último dia da campanha. Alertou que os criadores deverão realizar a comprovação da vacinação exclusivamente pela internet, acessando a página da Adapar (www.adapar.pr.gov.br).

A comprovação será feita em duas etapas: primeiro o cadastro da venda da vacina pelo revendedor e depois a comprovação pelo produtor. Ao acessar o link na página, haverá instrutivo sobre esta forma de comprovação. O pecuarista somente conseguirá efetuar a comprovação pela internet após o revendedor também ter cadastrado a venda da vacina. Ao criador que não vacinar ou deixar de comprovar, será implicada multa, além de ter que realizar a vacinação fora do prazo.

A veterinária falou também sobre a vacinação contra a brucelose, esta destinada às fêmeas com idade entre 03 e 08 meses. A vacina é aplicada durante todo o ano, porém, a comprovação deve ser feita nos meses de março e novembro. Enfatizou que é de extrema importância que os produtores vacinem os seus rebanhos, para que o Paraná consiga atingir o status de área livre da febre aftosa sem vacinação, assim como Santa Catarina, único estado brasileiro a possuir tal status.