Um caso lamentável foi registrado em Coronel Vivida no início da noite de ontem (14) em Coronel Vivida, no sudoeste do Estado. Rosicleia da Silva Cardoso, 37 anos, e a filha dela Mariana da Silva Cardoso, 22 anos, foram agredidas a golpes de facão.

O autor das agressões, que deixou as duas gravemente feridas, foi um homem com quem Rosicleia se envolveu e teve trigêmeos.  Segundo informações, o suspeito invadiu a casa e partiu para as agressões. Mariana sofreu cortes profundos na cabeça, ombros, costas e em outras partes do corpo.

As vítimas foram socorridas por vizinhos e levadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Coronel Vivida, mas devido as complicações Mariana precisou ser transferida para Pato Branco.

Os trigêmeos foram amparados por vizinhos. O suspeito pelas agressões abandonou o carro dele, um Gol, em frente à casa das vítimas e fugiu a pé. A Polícia Militar fez buscas, mas não conseguiu localiza-lo. O caso já foi repassado à Polícia Civil de Coronel Vivida.