Toda cidade apresenta problemas nas estradas da área urbana ou rural. Alguns são problemas simples, mas em outros trechos a situação fica complicada, pois coloca em risco a vida de motoristas e pedestres. Em Francisco Beltrão muitos ouvintes da Rádio Onda Sul FM, relatam problemas em algumas vias, caso esse da Estrada para Santa Barbara, rua de acesso ao Campus da UTFPR e Colégio Agrícola, não está em boas condições. Neste trecho, redobrar a atenção é essencial para evitar acidentes.

Estrada para Santa Barbara / Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Estrada para Santa Barbara / Foto: Francione Pruch

Exemplo de uma moradora da localidade, a qual não quis se identificar, mas relatou que na quarta-feira (07) pela manhã, quase se envolveu num acidente. “Está complicado, tem muito buraco, não tem acostamento. De manhã os alunos do colégio agrícola andam no meio da rua, quase bati porque fui desviar de um aluno, outro carro desviou do buraco, quase que a gente se bateu”.

Segundo a ouvinte, os moradores esperam uma atitude do poder público, caso contrário, manifestações e até fechamento da via pode ocorrer em breve. “Faz tempo que ela está assim, desde o ano passado. O asfalto começando ali dos barracões, sempre foi precário e estamos conversando, se ninguém tomar providência, a prefeitura não arrumar, a gente vai fazer alguma coisa. Os moradores vão fazer protesto, vão fechar ali. Porque você sai de uma panela e já cai na outra”.

Trecho da Avenida Pato Branco / Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Trecho da Avenida Pato Branco / Foto: Francione Pruch

Agora vamos para o outro lado da cidade, sentido comunidade Água Branca, nessa localidade, outra rua que virou novela e tem dado muita dor de cabeça para os moradores é a antiga Avenida Pato Branco, que agora tem o nome de Avenida Água Branca. Em dias de chuva, mesmo com calçamento, a rua se transforma em uma vira cheia de barro, atrapalhando o trânsito, principalmente para os pedestres.

Segundo Rodrigo Tartari, faz anos que os moradores solicitam melhorias na via. “É uma via muito antiga, já vem de anos a reivindicação por melhorias. Foi colocado calçamento durante a gestão passada, mas o calçamento foi mal feito, o qual apresentou muitos problemas. Nos dias como hoje de chuva, causa incomodo muito grande. O barro acumula no topo da pista e acaba ocasionando sujeira em toda via”.

Tartari ainda relata que a estrada se tornou o principal trajeto para muitos trabalhadores. “Não somente os moradores, mas toda a população que utiliza a Rua Pato Branco para mobilidade, trabalhar. Tem várias empresas e muitas pessoas que usam a via. As pessoas que utilizam a rua que melhorias e querem já, porque a situação está muito complicada”.

Estrada para Santa Barbara / Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Estrada para Santa Barbara / Foto: Francione Pruch

Duas ruas com problemas diferentes, mas que os principais afetados são os moradores das proximidades. O departamento de jornalismo foi verificar a situação das duas ruas. A Estrada para Santa Barbara registra muito movimento de ônibus devido as unidades educacionais instaladas nessa região. A via não tem acostamento, em muitos pontos grandes buracos se formaram, em alguns trechos, na lateral da estrada o asfalto está afundando.

Na Avenida Pato Branco, a situação é mais crítica, por ser uma pista de calçamento na maior parte do trajeto, apresenta inúmeros buracos, pontos onde o calçamento se desprendeu, muito barro e mato ao redor da via, inclusive na pista de ciclismo.

Ciente dos problemas, a Administração Municipal através do departamento de urbanismo está providenciando estudos e recursos para resolver os problemas dessas estradas.

Segundo o Diretor da Secretaria de Urbanismo, Vicente Renato Muller, ao falar da Estrada para Santa Barbara, “a prefeitura sabe exatamente do problema dessa via, ela é problemática há muitos anos. No passado foram feitos alguns serviços de melhorias, mas com o alto tráfego que tem, voltou a ficar toda danificada. Estamos planejando um recapeamento, precisamos fazer uma drenagem total da via e isso demanda dinheiro, o qual não tem em caixa. Por isso estamos buscando parcerias com deputados para tentar refazer a via”.

Assim que parar a chuva e o sol aparecer, a primeira medida adotada será tapar todos os buracos da pista. Depois a Administração vai atrás de recursos para refazer a estrada.

Avenida Pato Branco / Foto: Francione Pruch
  • Compartilhe no Facebook

Avenida Pato Branco / Foto: Francione Pruch

Em relação à Avenida Pato Branco, a resposta para resolver o problema não está fácil. Segundo Muller, “o município tem que pedir desculpas para a população que mora nessa região por uma obra tão ruim que ficou. Ela não é uma obra acabada. Então temos que reformar antes de ficar pronta”.

No decorrer desse trajeto são mais de 300 pontos que apresentam defeitos e mesmo depois de reformada, o secretario acredita que não será viável asfaltar a pista. “Onde teve as crateras, tem que tirar a pedra, remover o fundo, fazer uma base nova e colocar a pedra. São mais de 300 pontos que tem isso, então não é uma obra que será feita do dia para noite, isso vai demandar meses. A camada asfáltica acredito que não será colocada nessa via, porque ela é uma rua problemática com calçamento, então não sei se consegue colocar asfalto”. Destaca o diretor.

Além dessas ruas, outros trechos no município também apresentam problemas como buracos, falta de sinalização ou situações mais específicas dependendo da região. A prefeitura destacou que está ciente de todo o trabalho que terá que fazer para recuperar as ruas do município.

 

Entrevista com os moradores

 

Entrevista com Vicente Renato Muller