Vai demorar alguns dias a definição da empresa que construirá a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no município de Palmas, sul do Paraná.  O certame, previsto para segunda-feira (12),  não pode ser concretizado por questões burocráticas e legais. Seis empresas manifestaram interesse na obra.

  • Compartilhe no Facebook

Conforme a Assessoria do Governo Municipal, os envelopes com as propostas comerciais não foram abertas na data estabelecida, em função de que muitas empresas apresentavam pendências na documentação exigida no edital.  A previsão é de que num prazo de 15 dias ocorra novo certame, somente com as interessadas que cumpriram  exigências.

A obra tem preço máximo de R$ 2.940.508,18 e toda a estrutura física terá 1.105,98 metros quadrados. O terreno foi adquirido, via desapropriação, em março de 2017 e está localizado no Bairro Lagão. Nos 80,5 mil metros quadrados, além da unidade de saúde, pretende-se construir arena esportiva multiuso, área ambiental, parque e praça pública.