O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ/PR) determinou, pela segunda vez, o afastamento de Leomar Bolzani (PSDB) do cargo de prefeito de Chopinzinho. Bolzni está preso desde março desse ano, acusado de ser o mandante da morte do procurador do município, Algacir Teixeira de Lima, crime registrado em 16 de março no centro da cidade de Chopinzinho.

Há cerca de 30 dias cumpre prisão domiciliar em Chopinzinho. A nova decisão, segundo o TJ/PR faz parte de outro processo criminal onde o então prefeito é responsabilizado pelo uso indevido de máquinas da prefeitura para execução de serviços particulares.

Conforme o desembargador que assina a decisão, Bolzani no cargo de prefeito representa perigo a instrução criminal, as finanças públicas e a integridade física de servidores municipais e cidadãos do município. Este processo está sob responsabilidade do advogado Romeu Bacellar. A editoria do RBJ tentou contato contatar com ele, mas não conseguiu até o momento.