Por Larissa Mazaloti

 

Nos anos de governo de Roberto Requião a transgenia chegou a ser proibida. A transgenia é a modificação genética de sementes, um assunto que desperta polêmica. Depois de alguns episódios e muita discussão, até mesmo na mídia, o plantio de lavouras transgênicas foi liberado e, segundo o Deral (Departamento de Economia Rural) em Francisco Beltrão, mais de 90% da produção em todos os municípios da região é transgênico. A soja é o principal produto transgênico a ocupar o mercado.

 

As sementes, a partir do momento em que são geneticamente modificadas, passam a ser de propriedade das empresas que as desenvolveram. Ao comprar a semente transgênica, o agricultor assina um contrato que o proíbe de replantá-las no ano seguinte (prática de guardar sementes, tradicional da agricultura), comercializá-las, trocá-las ou passá-las adiante. Isso dá somente às empresas o poder sobre a semente.

 

Mesmo assim, quando se fala em lucratividade e produtividade, fica claro o que motiva o aumento de área plantada com lavoura transgênica.

 

O chefe do Deral, Antoninho Fontanella, afirma que o custo do plantio da semente transgênica pode ficar mais baixo para o produtor.

 

OUÇA A MATÉRIA