A juiza da 32ª Zona Eleitoral, Tatiane Bueno Gomes, extinguiu a ação de investigação judicial contra a então candidata à prefeita, Maria Antonieta de Araújo Almeida, o vice na chapa, Rafael Periolo  que venceram o pleito eleitoral em 2016.  Ambos, juntamente com Mauro Correia de Almeida, foram acusados pela coligação adversária de suposta prática de abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral no ano passado.

DSC_0330
  • Compartilhe no Facebook

Dona Maria venceu o pleito em 2016 com 2.359 votos

Conforme a denúncia, na noite anterior à votação, em primeiro de outubro do ano passado, os acusados teriam distribuído material publicitário(impresso) em desfavor do então candidato que concorria à reeleição, Valdir Pereira Vaz.

Na alegação, tal prática teria ocasionado o desiquilíbrio na disputa, vencida por Maria Antonieta por uma diferença superior a 150 votos.

Conforme o processo, após ouvidas as testemunhas arroladas não ficou confirmada e materializada a prática de ilícito. Diante disso, a magistrada julgou improcedente o pedido formulado na ação de investigação judicial eleitoral e, em consequência, julgou extinto o processo com resolução de mérito.