O cantor e acordeonista Júlio Cézar Leonardi comunicador da Rádio Onda Sul FM, trabalha a todo vapor na gravação de seu novo CD. As 13 composições próprias e inéditas, compõem o 5° álbum da carreira do grupo que mantém a linha tradicionalista fandangueira.

13615192_649401251881998_6994737766906735376_n
  • Compartilhe no Facebook

(Foto: Divulgação)

Júlio e o Grupo Fandangueiro estiveram nos estúdios da Acitt, a maior gravadora do Sul do País. “A Acit foi indicada pelo meu amigo Gildinho, dos Monarcas, por ser a gravadora com que trabalham há muito tempo e também a mais completa do sul do país, com estúdio próprio e toda equipe técnica, Editora, Produtora de eventos, divulgação e distribuição do CD. Renovamos contrato com eles até 2018”, contou.

Segundo o acordeonista, o projeto está bem adiantado. “Fechamos o ‘pacote’ na metade de junho e, no dia 4 de julho, já estávamos lá nos estúdios, gravando. Já gravamos boa parte dos instrumentos e vozes, mas ainda falta muita coisa. Depois, vem a parte que só acompanhamos, onde quem ‘põe a mão na massa’ é o pessoal da Acit, tratamento de áudio, mixagem, produção de capa e, finalmente, a prensagem”, disse.

13626639_649412675214189_2948069276871623174_n
  • Compartilhe no Facebook

(Foto: Divulgação)

O público pode esperar por um trabalho que valoriza a tradição do Sul. “Desde que me propus a seguir a carreira musical, procuro seguir um padrão musical alegre, mas que respeite a tradição do Sul, o gênero regional gaúcho no estilo fandangueiro, músicas pra dançar nos bailes. Este novo trabalho segue essa linha e mantém nossa identidade. São novas composições de nossa autoria, em ritmos de fandangos. Além do bugio, vaneira, rancheira e xote, também teremos uma valsa com muita nostalgia, uma milonga feita para quem gosta de cavalos, e uma nova ‘página’ sobre os costumes dos descendentes de italianos que vivem aqui no Sul, dando continuidade ao sucesso da música ‘É Coisa da Gringalhada’, de nosso 4° CD”, detalhou Júlio.

A previsão é de que o CD seja lançado até 20 de setembro, data especial para o tradicionalismo. “A previsão é para a segunda quinzena de setembro, em meio aos festejos da Semana Farroupilha. Assim que tivermos a confirmação, vamos programar eventos de lançamento”, completou.

Júlio Leonardi é responsável por todas as composições do novo trabalho e comenta um pouco sobre a construção das canções para esse o novo CD. “O projeto deste álbum começou a ser formatado há mais de quatro anos, logo após o lançamento do anterior, em 2012. Venho compondo novas músicas desde então, baseado em histórias, fatos, paisagens, ideias e pensamentos que surgem a qualquer instante”, contou.

03f7c9b6-d068-46e2-bb77-999ba8ceb73c
  • Compartilhe no Facebook

A inspiração brota em momentos diversos. Costumo escrever cantarolando a provável melodia e imaginando a música pronta. (Júlio Cézar Leonardi).

O cantor comentou sobre a dificuldade em escolher apenas 13 canções, já que possui um repertório extenso de canções próprias e inéditas. “Em meio a dezenas de composições prontas e outras tantas em construção, foi difícil escolher o repertório para este CD, porque não posso me ater somente a meu gosto pessoal, e sim entregar um trabalho mais completo possível, imaginando o que o público gostaria de receber. Apresentei uma pré-seleção aos músicos do Grupo, eles opinaram, ajudaram a escolher, formamos juntos alguns arranjos e definimos como seria a participação de cada um nas novas músicas”, concluiu.

 

Biografia *

Os primeiros CDs, Júlio Cézar Leonardi (2001) e Abraçado Na Gaita (2006), eram de solos de acordeon. Em 2009, através da parceria com a Gravadora Acit, de Caxias do Sul (RS) outros dois álbuns foram lançados, trazendo a gaita e também a voz do músico: Sou Fandangueiro (2009) e Minha Alma Cantadeira (2012). Suas músicas também fazem parte das coletâneas Fandangueando (2010) e Canto e Encanto Nativo (2013).

O quinto álbum de sua carreira musical consolida a participação dos integrantes do Grupo Fandangueiro, criado em 2008: Cristiano José Gabriel, Cássio Miecoanski, André Luiz Giaretta e Júlio César Ambrosini. Todos eles passaram a primeira semana de julho em Caxias do Sul, nos estúdios da Gravadora Acit, gravando gaitas, bateria, baixo e guitarra. O trabalho segue agora com a gravação de violões, voz, vocais, percussão e mixagem. O novo CD, cuja produção traz a assinatura de Edison Campagna, produtor dos maiores nomes da música gaúcha, deverá estar nas lojas em setembro.

*Assessoria