Waldemar Barreto Canepa de 40 anos e a esposa dele Adriana Alvarenga Canepa de 42 anos, vítimas acidente de 2012. Foto: Reprodução Facebook
  • Compartilhe no Facebook

 Adriana Alvarenga Canepa de 42 anos e Waldemar Barreto Canepa, 42 anos,  vítimas acidente de 2012. Foto: Reprodução Facebook

O jovem Eduardo Dums, 23 anos, foi condenado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Francisco Beltrão há 10 anos e 5 meses de prisão, por um crime de trânsito em que se envolveu no dia 25 de dezembro de 2012, em Francisco Beltrão. O julgamento, que durou cerca de 14 horas, foi realizado nesta quinta-feira (09).

O réu era acusado pela morte do casal Waldemar Barreto Canepa de 40 anos e a esposa dele Adriana Alvarenga Canepa de 42 anos. Na época, com 18 anos, o jovem não tinha habilitação e estava embriagado. Ele dirigia uma camionete e numa curva perdeu o controle da direção, batendo violentamente contra dois carros, entre eles um Renault Scenic, ocupado pelo casal. Além das mortes, o acidente resultou em algumas vítimas com ferimentos.

Eduardo Dums, 23 anos, condenado há 10 anos e 5 meses de prisão. Foto: Reprodução Facebook
  • Compartilhe no Facebook

Eduardo Dums, 23 anos, condenado há 10 anos e 5 meses de prisão. Foto: Reprodução Facebook

Na ocasião, Eduardo também teria ameaçado pessoas que estavam no local. O jovem chegou a ser preso, mas acabou sendo liberado pelo Tribunal de Justiça e, desde então, aguardava o julgamento em liberdade. Ezequiel Fernandes, advogado do réu, sustentou a tese que ele não tinha intenção de provocar o acidente e os jurados desqualificaram o crime de homicídio doloso, quando assume o risco ou a intenção de matar, para homicídio simples.

Assim que o julgamento foi concluído, Eduardo Dums foi levado direto par ao setor de carceragem temporária da 19ª SDP, onde vai dar início ao cumprimento de um sexto da pena em regime fechado. Dependendo de seu comportamento deve passar para o regime semiaberto. Ele deverá cumprir, pelo menos um ano e meio em regime fechado para ter direito a progressão da pena.

Crédito da foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Crédito da foto: Evandro Artuzi/RBJ

Fotos: Arquivo RBJ