O Programa Jovem Aprendiz que facilita a inserção de menores no mercado de trabalho, tem colocado Palmas, sul do Paraná, em posição de destaque no Estado do Paraná. Atualmente 150 estudantes do município estão participando dos cursos de Assistente Administrativo, Auxiliar de Linha de Produção e Inspetor de Análise da Qualidade, através do Núcleo do SESI/SENAI local.

Conforme o coordenador de Educação, Moisés Atílio Cabassa Junior, atualmente o Senai atende em Palmas as empresas: Alcast, Arbhores, Coamo, Correios, Estrela, Fapolpa, Guararapes, Hospital Santa Pelizzari, Itamarati, Marini, Palmali, Reflorasul e Sudati.

Avaliou programa é ótimo para jovens que buscam o primeiro emprego, e qualificação profissional, quando recebem a experiências prática e teórica. Podem participar menores, de ambos os sexos, com idade entre 14 e 24 anos, cursando o ensino fundamental, médio ou que já tenham concluído a educação básica, desde que não tenham trabalha do com a carteira assinada.

Explicou que as empresas pagam um salário mensal e ainda oferecem curso profissionalizante através de parceria com o SESI/SENAI. Em contrapartida, o jovem se compromete profissionalmente com a empresa, que justamente busca no programa, uma forma de renovar seu quadro de funcionários colaborando com o futuro desses adolescentes e jovens.

De acordo com Cabassa Junior, a abertura de novas turmas ocorre no início de cada ano, mas dependendo da demanda das empresas,  outras podem ser formadas, geralmente para o início do segundo semestre. Revelou que a instituição irá atender alunos aprovados em teste seletivo pela prefeitura de Palmas. Serão 33 jovens com melhores que passarão a integrar o Programa Jovem Aprendiz.

Contou ainda que será criada uma turma para atender as necessidades das empresas de Cel. Domingos Soares. Outros município como Mangueirinha, Honório Serpa, Clevelândia e Quedas do Iguaçu discutem a formulação de um convênio para implantação do programa. (Colaboração A Folha do Sudoeste/Luiz Marcondes).