A recuperação da rodovia BR-163, entre Cascavel e Marmelândia, próximo ao Rio Iguaçu, já está sendo executada. A comunidade local já pedia a recuperação do trecho há bastante tempo, desde que o trecho deixou de ser administrado pelo Estado do Paraná e foi federalizado. O deputado federal Assis do Couto, que utiliza a rodovia toda semana, comemorou o início da obra. No ano passado, Assis realizou uma série de reuniões, e até uma audiência pública, com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) para agilizar o início às obras.

Atualmente, os operários trabalham perto de Capitão Leônidas Marques, na região oeste do Paraná. E, pelos trabalhos na pista de rodagem, os motoristas precisam tomar cuidado pois existem filas no trecho. Por enquanto, como a obra ainda está no início, os operários fazem a drenagem do asfalto às margens da rodovia.

De acordo com o modelo de contrato feito na licitação, as empresas tem três anos para fazer a restauração do trecho e dois anos para conservar o perímetro. Na placa instalada às margens da rodovia, consta o valor total da obra: quase R$ 200 milhões para recuperar três trechos: este correspondente à BR-163 e mais dois nas rodovias BR-272 e rodovia BR-447. Todas no Estado do Paraná.

Audiência pública

Em setembro do ano passado, uma audiência pública articulada pelo mandato do deputado federal Assis do Couto debateu a situação da BR-163. O espaço serviu para a população, deputados e prefeitos, entenderem o que o governo federal está fazendo por essa estrada, um dos principais ramais logísticos das regiões sudoeste e oeste do Paraná.

Duplicação

Mesmo com a manutenção, está prevista a duplicação da BR-163 entre Cascavel e a comunidade de Marmelândia, próximo ao Rio Iguaçu. A duplicação foi anunciada pelo governo federal em Francisco Beltrão, durante a assinatura da ordem de serviço para manutenção da rodovia em outro trecho: de Marmelândia a Barracão, na fronteira com a Argentina. O deputado Assis do Couto lembrou que a duplicação do trecho da BR-163, entre Marmelândia na Ponte do Rio Iguaçu, a Cascavel, está inclusa no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e no PPA (Plano Plurianual) do governo federal desde 2012.