No próximo sábado(24), o Instituto Palmense de Ação Comunitária (IPAC) estará realizando o bazar de doações de roupas à comunidade. A iniciativa, além de beneficiar a população que mais precisa, também comemorará visa comemorar os 10 anos da entidade, que em 2018 foi reconhecida pela sua contribuição para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

  • Compartilhe no Facebook

As doações ocorrem anualmente após os bazares para arrecadação de recursos gerados pela comercialização dos donativos da comunidade para manutenção das atividades do IPAC. Serão montadas bancas em frente a entidade e,  num primeiro momento,  casa pessoa poderá escolher cinco peças. Para isso deverão respeitar a ordem de chegada e a fila.

  • Compartilhe no Facebook

Conforme a coordenadora, Naiara Lipczinski, a distribuição iniciará às 13h30 até que haja materiais. As pessoas deverão levar sacolas, pois a entidade, não dispõe de embalagens. “Queremos retribuir todo o carinho, apoio e ajuda que recebemos da população de Palmas fazendo essa distribuição as pessoas carentes do nosso município”, destacou.

Explicou a coordenadora que a Casa de Passagem é um amparo àqueles que estão fora de suas casas e necessitam de segurança e dignidade. A entidade, que recebe pessoas de várias regiões do Brasil e até do exterior, mantém suas atividades através de doações de alimentos, contribuições financeiras anônimas, poder público, empresários e através de cupons das  notas fiscais deixados pelos consumidores em diversos estabelecimentos.

Implantada em agosto de 2009, iniciou suas atividades atendendo aos moradores de rua oferecendo-lhes alimentação e pernoite. Com a inviabilidade deste modelo pelo governo municipal o projeto foi reestruturado.A partir de então benfeitores da sociedade assumiram as ações da instituição que está localizada no centro da cidade onde funcionou por várias décadas a Delegacia de Polícia.

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Facebook
Reformado, o ambiente oferece três refeições diárias, espaços salubres, diversos, seguros e confortáveis. Já foram realizados 9.800 acolhimentos, servidas 88 mil refeições, e 30 mil pernoites de pessoas que estão de passagem pelo município em busca de trabalho, tratamento de saúde, estudos e não tem condições de pagar para se abrigar.

Para o acolhimento é realizada uma triagem, repassadas as normas e procedimentos internos e servida a alimentação e direcionamento para pernoite, se for o caso.

Além do esforço para garantir a qualidade no atendimento de forma gratuita, o IPAC busca constantemente  os recursos financeiros, principalmente, para manter as despesas com salários dos funcionários, alimentação, pagamentos de água, luz, telefone, materiais de manutenção, reformas.