Iniciou nesta quinta-feira (1º), em Francisco Beltrão, o Projeto Justiça no Bairro, e prossegue até sábado (03). A iniciativa é do Poder Judiciário do Paraná e do Sistema Fecomércio (Sesc/Senac), contando com apoio da Unipar e da administração municipal. O objetivo é atender a população economicamente vulnerável. As atividades são oferecidas nas dependências da Unipar, na avenida Julio Assis Cavalheiro, bairro Industrial, das 09h00 às 17h00.

Um dos destaques da programação será o casamento coletivo, que acontecerá no sábado, às 18h00, no ginásio da Unipar. São 281 casais da região. Destes, quase 100 são de Beltrão. A ação busca a conciliação por meio de audiências prévias em inúmeras áreas do direito, possibilitando a resolução com a expedição imediata dos documentos. O programa acolhe a demanda reprimida na justiça, tanto consensual quanto litigiosa.

São repassadas orientações e atendimento nas áreas Cível (Curatela), Família (Divórcio, Alimentos, Guarda, Regulamentação de Visitas, Reconhecimento ou Averiguação de Paternidade/Maternidade, Reconhecimento e Dissolução de União Estável, Restabelecimento de sociedade conjugal, Tutela e Alvarás – levantamento de valor pós morte – e Registros Públicos – Retificação de registro civil e outros, além de serviços municipais. Todos os procedimentos são gratuitos, exceto o exame de DNA (valor a partir de R$ 220,00 – trio: mãe, pai e filho). No caso da emissão de Carteira de Identidade os interessados devem comparecer com certidão de nascimento/casamento original e uma foto 3×4 padrão da RG.

Serviços ofertados pela Unipar:

Prevenção e Diagnóstico do Câncer Bucal e Orientação de Higiene Oral; Contação de Histórias e Orientação Profissional; Orientação sobre a prevenção do Câncer de Pele e Design de sobrancelha; Avaliação e Orientação Nutricional; Teste de Glicemia; Verificação de Pressão Arterial e Orientação sobre Câncer de Mama e de Próstata; Orientação sobre o Nota Paraná e o Impostômetro; Atividades de Recreação e Exposição de Engenharia Civil e Arquitetura. Para ter acesso aos serviços, o público interessado deverá levar comprovante de renda, já que alguns serviços serão disponibilizados somente para população com renda máxima de até 3 salários mínimos por pessoa, comprovante de endereço e documentação pessoal.

Assessoria PMFB