• Compartilhe no Facebook

Inicia nesta sexta-feira(04) a novena em preparação para a Romaria ao Santuário Diocesano de Nossa Senhora de Fátima em Palmas, sul do Paraná, no dia 13 de Maio. As regiões Sudoeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina, foram consagradas ao Imaculado Coração de Maria, na década de 40.

Conforme destacou o Pároco da Catedral do Senhor Bom Jesus, Padre Evandro de Mello, a Romaria é um momento de renovar-nos na fé Mariana e gesto de gratidão à nossa Mãe Maria. “Temos certeza que a centralidade de nossa fé é Jesus Cristo. Nós veneramos Maria, pois o modelo de vida Dela deve ser o modelo de vida do autêntico cristão”, destacou.

As celebrações eucarísticas, às 19h00, tem um tema central refletido por padres de diversas paróquias da Diocese.  As Capelas da Paróquia da Catedral serão os responsáveis pela organização. A cada noite são convidados diversos grupos de entidades e instituições públicas e privadas do município.

Com o tema Maria, Mãe da Esperança, a primeira celebração da novena às 19h00, terá como pregador, Padre Afonso Molinari, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida.  No dia 13 de Maio, a Celebração será presidida pelo Bispo Dom Edgar Xavier Ertl com momentos de oração desde as primeiras horas da manhã até o entardecer.

  • Compartilhe no Facebook

Em Palmas, em dia 31 de maio de 1944, Dom Carlos Eduardo de Sabóia Bandeira de Mello consagrava a então Prelazia ao Imaculado Coração de Maria. Em 5 de agosto de 1953, com a imagem vinda de Portugal, foi colocada a pedra fundamental e abençoada a construção do Santuário, conhecido à época como Casa de Marfim. Mais tarde, o Santuário tornou-se diocesano num tempo que a Diocese se estendia do atual contexto do Sudoeste do Paraná ao Oeste de Santa Catarina.

Por conta disso, para a construção do Santuário houve doações de fiéis catarinenses, como pode ser visto atualmente nas dedicatórias e agradecimentos presentes sobre os vitrais da edificação. Pela sua estrutura foi chamado de Palácio de Cristal. O Santuário foi inaugurado em 1955 e no seu interior guarda a imagem de Nossa Senhora de Fátima, réplica confeccionada em Portugal por José Ferreira Tedhim, o mesmo escultor da imagem original, em Fátima.