Um incêndio em residência movimentou a guarnição do Corpo de Bombeiros de Francisco Beltrão na tarde desta sexta-feira (30). A ocorrência foi na Rua Guarulhos, no Bairro Pinheirinho, onde duas casas foram destruídas e outras duas tiveram danos parciais.

O incêndio teve início numa casa de madeira de aproximadamente 40m² que fica nos fundos do número 259. Em poucos minutos o imóvel foi totalmente destruído e o fogo atingiu a residência principal, também destruída. Além disso, as chamas chegaram na residência que fica no terreno vizinho onde houve registro de danos em parte da estrutura de uma varanda e provocou a morte de uma ave e um porco da índia, animais de estimação de duas crianças.

A dona de casa Marlene de Fátima Rocha, proprietária das casas destruídas, perdeu tudo. Ela estava em casa acompanhada de três filhos, todos menores, e conseguiu retirar apenas algumas peças de roupas e dois colchões. “ Eu estava dormindo, daí o homem que mora de aluguel na casinha de madeira onde começou o incêndio me acordou gritando que a casa tava pegando fogo. Me apavorei por causa das crianças, dai não seu tempo pra fazer muita coisa. Só conseguimos salvar umas roupas e os dois colchões. Fiquei sem nada, agora tenho que ir pra casa do meu pai no interior, até conseguir tudo de novo”, contou.

O motorista Rodrigo Abati da Silva foi quem teve a casa parcialmente danificada. Ele contou tinha acabado de sair em companhia da esposa quando recebeu a notícia do incêndio. “ Quando cheguei no centro, meu pai me ligou e disse que tinha dado um incêndio, vim desesperado achando que minha casa tinha queimado inteira, mas graças a Deus não era. Fico triste pelos vizinhos, mas agradeço a Deus por ninguém ter se ferido, a única coisa foi a morte dos meus animais que estava em gaiolas e não conseguiram fugir. Agradeço o Corpo de Bombeiros que veio muito rápido e consegui controlar o fogo antes que atingisse o restante da minha casa, foram muito eficientes. Mesmo assim, o ideal seria se tivéssemos um Posto de Bombeiros aqui na Cidade Norte, acho que já merecemos esse benefício e vamos lutar por isso”, declarou.

Após o controle da situação, o Corpo de Bombeiros isolou o local e comunicou a Criminalística para fazer a perícia. Conforme a Tenente Débora Kolossoskei, essa medida se faz necessária por conta de informações de que o sinistro tenha sido criminoso, ou seja, testemunhas apontaram o morador da primeira casa destruída de ter provocado o incêndio.

Ouça reportagem Onda Sul FM….

Fotos: Evandro Artuzi/RBJ