por Ivan Cezar / Alencar Pereira

 

O IAPAR (Instituto Agronômico do Paraná) Estação de Palmas conta com dois novos pesquisadores que trabalharão dedicados exclusivamente para a área de fruticultura visando o desenvolvimento de novas cultivares de maçã, pêra, ameixa e pêssego.

 

Conforme o diretor do IAPAR de Palmas, Wilson Schveiczrski, com a retirada das coleções da estação local, as pesquisas foram centralizadas em Ponta Grossa, sendo retomadas novamente em Palmas.

 

Schveiczrski disse que na estação já existem coleções implantadas e as pesquisas agora estarão sendo intensificadas com a chegada dos pesquisadores da área de fruticultura.

 

Ao longo do tempo, a Estação do IAPAR de Palmas desenvolveu significativas pesquisas na área, principalmente de maçã, tendo inclusive proporcionado o surgimento de várias cultivares, dentre elas, a Eva, que hoje pode ser plantada em várias regiões do Brasil.

 

ESTAÇÕES FITOSSANITÁRIAS

 

Outra novidade para a estação do IAPAR de Palmas é a implantação de duas estações de avisos fitossanitários que estão em fase de instalação. O objetivo é orientar adequadamente os produtores de maçã, quando ao manejo e tratamento de seus pomares nas várias fases de desenvolvimento da cultura da maçã.

 

As unidades segundo Schveiczrski estarão localizadas em duas regiões distintas de Palmas, sendo uma no pomar Lovo, para orientar os produtores que tem seus pomares nas regiões mais baixas do município e outra na região do Horizonte, na propriedade do produtor Rodrigo Kepen, para que seja possível orientar os produtores na região de altitude dos Campos de Palmas.