Órgãos de fiscalização ambiental estadual e federal realizaram operações  em rios e lagos de usinas hidrelétricas da região para verificar o cumprimento do período da Piracema na região sul do estado. Nesse período, a pesca fica restrita para garantir a reprodução e desova dos peixes para garantir a recomposição da fauna hídrica do Estado.

DSC09967
  • Compartilhe no Facebook

O trabalho foi realizado pelo escritório regional do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) de União da Vitória, em parceria com o IBAMA nos municípios de Pinhão, Cruz Machado, Bituruna, Porto Vitória, União da Vitória, São Mateus do Sul. A ação se estendeu também às represas de Foz d’areia, Segredo e Rio Iguaçu, na divisa entre os estados do Paraná e Santa Catarina. Ao todo, os fiscais apreenderam 5 mil metros de redes, tarrafas, cóvos e barco motor, entre outros materiais irregulares.

Até o dia 28 de fevereiro, a pesca de todas as espécies nativas fica restrita nos rios e reservatórios do Paraná. A restrição é instruída pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Ibama) por meio da Instrução Normativa e reforçada no Estado pela portaria do Instituto Ambiental do Paraná