A preocupação com a saúde do Sudoeste continua. Hoje, 19, a chefe da Oitava Regional de Saúde, Cíntia Ramos, participou do Onda News, da rádio Onda Sul, para esclarecer alguns pontos sobre o descredenciamento do Hospital São Francisco junto ao SUS. Cíntia declarou que existem três possibilidades para que isso não aconteça “a primeira alternativa é a dilatação do prazo para negociação, segundo começar  atendimento pela UPA que vai amenizar o problema de saúde, mas não resolve, e terceiro buscar outras parcerias, como utilizar um dos 14 hospitais de pequeno porte na microrregião”.

O diretor geral do Hospital Regional do Sudoeste, Eduardo Cioatto também participou da entrevista e explicou “hospital regional é e vai continuar atendendo só pacientes de alta complexidade. Hoje são 146 leitos e 102 leitos ativos e com taxa de ocupação de 92% dos disponíveis”.

O Hospital Regional tem entre R$ 4 e 5 milhões de investimentos do estado por mês. E para atender a reivindicação do São Francisco, o estado subiu de R$ 120 mil para R$ 180 mil o repasse, sendo que o município de Francisco Beltrão aumentou de R$ 100 mil para R$ 168 mil, e mais, R$ 160 mil dos demais municípios que utilizam a estrutura. Cíntia disse “são aproximadamente R$ 1 milhão por mês ao hospital e nunca recebemos uma planilha de custos, e mesmo assim, a direção do hospital afirma que é inviável”.

Entrevista Cíntia e Eduardo: