Os alunos do 9º ano do Colégio Estadual Rocha Pombo, em Capanema, no Sudoeste, agora têm uma nova atribuição na escola. Eles ficaram responsáveis pela horta da escola, de onde já foram colhidas verduras que enriqueceram a merenda escolar no almoço dos 192 estudantes que permanecem em tempo integral no colégio.

A ideia de fazer uma horta no colégio foi da professora Diva Mallmann, que dá aulas de Geografia e Espaço e Cultura Paranaense no Rocha Pombo. “Como nós trabalhamos o tema ‘agricultura’ e não temos uma escola de campo para produzir na prática, decidimos assumir a responsabilidade da horta escolar”, explicou a professora Diva.

Em apenas duas aulas na horta, os alunos já transformaram o local. Eles fizeram a preparação dos canteiros e da terra e plantaram as verduras. Com a ajuda e orientação da professora, recolheram folhas do quintal para fazer a compostagem.

A aluna Ana Beatriz, de 14 anos, fica em período integral na escola e com as atividades na horta aprendeu como fazer a compostagem. “É bom termos o nosso próprio alimento orgânico, plantado na nossa escola. É bom para melhorar a saúde dos alunos. Hoje comemos a alface que foi plantada aqui na nossa horta. Adoro mexer com terra e acho importante termos a oportunidade de fazer isso aqui”, diz Ana Beatriz.

O aluno Adriano Bonassi, 13 anos, ajudou a preparar a terra para colocar na horta. A atividade mudou os hábitos alimentares do estudante. “Antes eu não tinha o costume de comer verduras e aqui na escola aprendi a comer esses alimentos. Acho bom a escola ter uma horta porque aqui são produtos orgânicos, não tem nenhuma química”.

A professora Diva Mallmann percebeu que a atividade na horta despertou o interesse dos alunos e pretende aumentar a diversidade de alimentos plantados. “Fomos apenas duas vezes para horta e percebi que o trabalho vale à pena. Percebi que eles gostam, é atrativo para os alunos porque eles saem um pouco da rotina de estar sentados o tempo todo na sala de aula”, disse a professora.

Com a horta a professora também começou a trabalhar a compostagem. Agora são coletados restos de alimentos usados na merenda, como cascas de frutas e restos de hortaliças. “Com isso vamos adubar a nossa horta”, explicou Diva. O Colégio Estadual Rocha Pombo tem 800 alunos. Destes, 192 permanecem o tempo integral na escola, das 7h30 às 16h30.