Amado por uns e odiado por outros, o horário de verão 2014/2015 começa no próximo dia 19. A partir da meia-noite, os relógios devem ser adiantados em uma hora em relação ao horário de Brasília. A mudança vai até 15 de fevereiro de 2015.

O principal objetivo do horário de verão é o melhor aproveitamento da luz natural em relação à artificial, de forma a reduzir a concentração de consumo no horário de pico, entre 18 e 20 horas. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, nos últimos anos a redução demanda tem sido em torno de 5%.

Em 2012 a medida ocasionou uma redução na demanda no horário de pico de 2.477 megawatts (MW), ou 4,5% do consumo. Essa redução evitou um gasto de cerca de R$ 200 milhões a mais com as termelétricas no período.

Um decreto de 2008 determina que a temporada para ajustar o relógio deva começar no terceiro domingo do mês de outubro, prolongando-se até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão na década de 1930, pelo então presidente Getúlio Vargas. Sua versão de estreia durou quase meio ano, vigorando de 3 de outubro de 1931 até 31 de março de 1932.