A Polícia já tem a identificação do homem encontrado morto dentro do rio lajeado em Palmas, sul do Paraná, no último sábado. Trata-se do indígena Alex Junior Mendes, 22 anos. O cacique da aldeia indígena kaigang fez o reconhecimento do corpo no Instituto Medico Legal (IML) em Pato Branco.

Alex foi morto a golpes de faca e teve o corpo jogado no rio lajeado. Três pessoas foram detidas e o caso foi solucionado no local do crime pela Policia Civil. Uma mulher que estava no local e que segundo informações teria ligado para os Bombeiros relatando o fato, foi presa após ser interrogada pela policia e dar varias versões sobre o ocorrido.

Juliana dos Santos, 22 anos, confessou o crime na delegacia e disse que contou com a ajuda de outras duas pessoas para matar e jogar o corpo no rio. Segundo a mulher o rapaz foi morto porque estava realizando vários furtos na região do bairro Serrinha. Uma segunda pessoa foi presa e confessou a participação no crime. Trata-se de Luís Felipe de Oliveira Rosa, 20.

Uma terceira pessoa conhecida como Nelson também foi detida, mas negou qualquer participação. Os acusados estão detidos na carceragem provisória da Delegacia de Palmas, a disposição da Justiça.