Por Evandro Artuzi 

O corpo de um homem, com aproximadamente 30 anos, foi encontrado no início da tarde desta terça-feira (04), em Francisco Beltrão. O corpo, em estado de putrefação, estava em meio a uma mata as margens da PR 180, no Contorno Norte, fundos da Faculdade Unisep. Como nenhum documento foi encontrado com a vítima, não foi possível sua identificação.
A princípio, foram constatados apenas ferimentos na cabeça. O corpo foi removido ao IML de Francisco Beltrão, após trabalho da Criminalística, para necropsia. Conforme a polícia existem duas hipóteses a serem analisadas, o homem foi atropelado por algum veículo que passava pela rodovia ou se foi morto e desovado no local.
O corpo foi encontrado por funcionários de uma empresa de construção civil, que estão trabalhando nas proximidades. Segundo Jacir de Valle, um dos trabalhadores, eles resolveram verificar depois de sentir o mau cheiro.
Como a cabeça estava em estado de putrefação o Instituto de Criminalística irá aguardar o laudo do IML, conforme explicou o Perito Patrique Souza.
Por solicitação da Polícia Civil de Francisco Beltrão, agentes do Instituto de Identificação colheram as digitais para sua posterior identificação, além material para um possível DNA, se necessário.
Conforme a polícia, não há registro de nenhuma pessoa desaparecida em Francisco Beltrão com as características da vítima, que estava com uma camisa amarela, calça jeans e sapato marrom, com 58 Kg (cinqüenta e oito quilos), medindo 1,70 metros. A causa morte, segundo IML, foi traumatismo crânio encefálico, com índicos de que a vítima tenha sido atingida por um disparo de arma de fogo no ouvido direito.

OUÇA