Pato Branco possui um Hemonúcleo que faz parte da hemorrede estadual do Paraná, mas que é custeado e mantido por 20 municípios que integram a 7ª Regional de Saúde. A gestão é coordenada por um consórcio intermunicipal, em que cada uma das cidades é responsável pela manutenção de seus serviços de saúde, como no caso de coleta e transporte de sangue.

Em contrapartida, o Estado cede servidores, maquinário e recursos financeiros. No primeiro trimestre de 2017, foram coletadas 2.022 bolsas de sangue, o que representa uma média de 674 bolsas por mês, segundo dados do consórcio. A coleta externa é feita por uma unidade móvel e representa 50% do total de sangue coletado. A secretária executiva do consórcio intermunicipal, Ivete Lorenzi, explica que a principal dificuldade enfrentada é manter o estoque de sangue no final do ano, época em que a coleta externa é reduzida.

“Sempre no final de ano, janeiro, dezembro, fevereiro, o nosso estoque é um pouco menor, mas no geral assim a gente tem uma quantidade boa de produção. Nós conseguimos manter, assim, bem tranquilo a demanda que a gente tem. A gente atende hoje a quatorze hospitais aqui da nossa região e consegue até mandar um excedente para Curitiba.”

O agricultor Claudino Kurpel, de 53 anos, mora em Chopinzinho, município distante 56 quilômetros de Pato Branco. É doador regular de sangue há 19 anos. A primeira doação veio por conta do filho recém-nascido, que na época precisou de 50 mililitros de sangue. Na maioria das vezes, a coleta é feita pela unidade móvel que vai até cidade do agricultor. Na família, a esposa também é doadora regular. Ele doa na cidade sempre que pode, a não ser quando está doente ou tomando medicamento. Para Claudino, o mais importante é doar sangue para ajudar outras pessoas.

“Eu, para mim, acho que é o maior presente que a gente pode fazer é doar o sangue para outra pessoa porque Deus te deu de graça, você tem que dar de graça. Só que as pessoas reclamam muito, então cada um pensa do seu jeito. Eu não, eu penso, faço a minha doação e pronto. Eu fui lá quando meu piá precisou de 50 mL de sangue, daí eu fui lá para repor junto com uma prima minha e comecei e nunca mais parei.”

Doe sangue regularmente e ajude a quem precisa. Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos em bom estado de saúde, pesando no mínimo 50 quilos. Em Pato Branco, o Hemonúcleo fica na Rua Paraná, número 1633, no bairro Sambugaro. O serviço de coleta funciona segunda, quarta, quinta e sexta-feira, de uma da tarde a oito da noite. Na terça-feira, a coleta é externa e realizada nos municípios. O telefone da unidade é 3225-1014. Repetindo: 3225-1014. Para mais informações, acesse saude.gov.br/doesangue.