por Ivan Cezar Fochzato

 

Várias regiões do PR e SC foram afetadas por forte chuva de granizo na tarde de segunda-feira(15), causando prejuízos no campo e nas cidades. Em Palmas, Paraná, o fenômeno também foi registrado.No interior do município, na Pastamec, Padre Nelso Maróstica registrou o acumulo de granizo ao longo da estrada.( Galeria)

 

Monitoramento crucial do tempo nos próximos dias

Fonte: www.deolhonotempo.com.br

Um centro de baixa pressão atmosférica em níveis médios da atmosfera (5000 metros) chamado de Cavado está cruzando o Sul do Brasil em direção do Sudeste e Centro-Oeste voltando a instabilizar o tempo.

Chama a atenção um fator determinante para o registro de convecção profunda (tempestade) em alguns locais: A diferença do gradiente de temperatura entre uma camada mais baixa e outra mais alta da atmosfera. Como o ar em superfície está muito aquecido e em altos níveis está relativamente frio, com núcleos de até -24°C, o risco para granizo é grande.

Um aglomerado de nuvens de trovoadas chamado de SCM (Sistema Convectivo de Mesoescala) se formou no Mato Grosso do Sul, onde várias cidades, incluindo Bataguassu, Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas, registraram chuva forte ao final da tarde desta segunda-feira.

Em São Paulo choveu granizo em áreas de São José do Rio Preto e Guararapes, além de fortes trovoadas nas regiões de Adamantina, Castilho, Presidente Epitácio, Dracena, Guatapará e Novo Horizonte.

Para o Paraná, especialmente a faixa leste, um sistema sinótico promete dar muita dor de cabeça aos navegantes e donos de imóveis a beira-mar. Um ciclone, com natureza subtropical e não extratropical como de costume, poderá causar ondas enormes e muita chuva (mais de 150 mm) nos próximos 2 dias.

Há alto risco de destelhamentos de casas e alagamentos nas regiões de Guaraqueçaba, Paraná, Guaratuba e Matinhos. O leste de Santa Catarina também poderá ser afetado por este ciclone de natureza rara sobre o Brasil.

Chamamos a atenção ainda para o retorno de fortes tempestades no próximo final de semana para o interior do Paraná, de São Paulo e de Mato Grosso do Sul.