Os trabalhadores que não sacaram o abono salarial do PIS/PASEP referente ao ano de 2014 têm um novo prazo para fazerem a retirada do benefício. O governo federal ampliou o período até o dia 31 de dezembro. Em Palmas, Sul do Paraná, mais de 300 trabalhadores ainda não realizaram a retirada do valor correspondente a um salário mínimo – R$ 880,00.

Na última semana, devido ao número elevado de trabalhadores que não sacaram o benefício, o Ministério do Trabalho divulgou uma lista com os nomes dessas pessoas, que pode ser acessada através do site do Ministério (Clique aqui). Informações também podem ser obtidas na Agência do Trabalhador, localizada na Avenida Coronel José Osório, 743, no Centro.

Têm direito ao benefício, os trabalhadores que receberam, em média, até dois salários mínimos por mês em 2014. É preciso estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter trabalhado por pelo menos 30 dias em 2014. Além disso, o patrão tem que ter informado os dados do trabalhador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho. O valor é de um salário mínimo.

Os valores que não forem sacados até o final do prazo vão para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), um fundo vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego e responsável pelo pagamento do seguro-desemprego. Os beneficiários do PIS realizam o saque nas agências da  Caixa Econômica Federal, enquanto o Pasep, exclusivo para servidores públicos, deve ser sacado nas agências do Banco do Brasil.