As obras do CMEI do bairro São Francisco em Pato Branco, sudoeste do Paraná, já estão com mais de um ano e meio de atraso. A nova creche já deveria ter sido concluída em outubro de 2014 e estar recebendo as crianças e servindo a comunidade do bairro. A obra está orçada em R$ 1,5 milhão, recursos do Governo Federal com pequena contrapartida do município.

No local foi constatado que os materiais estão se deteriorando no tempo. Centenas de sacas de argamassa e cimento estão petrificando, e já não são mais servíveis para a obra.

A construtora responsável é a empresa Casa Alta Construções, com sede em Curitiba, e que venceu uma série de licitações para construir dezenas de creches como essa no Sul do Brasil.

A empresa é idônea e tem cumprido seus contratos. No caso de Pato Branco, a empresa paralisou novamente as obras em setembro do ano passado, por falta de repasses do Governo Federal.

Em contato com o secretário de administração de Pato Branco, Vanderlei Crestani, fomos informados de que ontem a tarde, o Governo Federal fez um repasse de R$ 246.857,06, que foram imediatamente pagos a empresa Casa Alta.

Vanderlei Crestani afirmou que o município não pode realizar o pagamento com recursos próprio para finalização da obra, embora esta fosse a vontade do prefeito Augustinho Zucchi. “Estamos impedidos por lei de fazer repasses à empresa com recursos municipais, mas acreditamos que agora com o último repasse a empresa possa finalizar a obra, que acreditamos possa ocorrer nos próximos 60 dias”, afirmou Crestani.

Vários trabalhadores que prestaram serviços a empresa em Pato Branco estão sem receber seus salários, o quese espera ocorra nos próximos dias já houve o pagamento por parte do Governo Federal. Ninguém da empresa foi localizado para informar se as obras serão retomadas.

Os materiais que estão estragando no pátio, são de propriedade da empresa, segundo informações da Secretaria Municipal de Administração.