A partir desta sexta-feira (31), os preços dos medicamentos poderão subir até 4,76%, segundo decisão publicada no Diário Oficial da União. O Cmed (Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos), órgão do governo integrado por representantes de vários ministérios, autorizou os índices do reajuste anual de preços de medicamentos para 2017, que variam de 1,36% a 4,76%.

De acordo com o Sindicato da Indústria Farmacêutica (Sindusfarma), o reajuste aprovado pelo governo não repõe a inflação. Para a indústria, os índices são insuficientes para repor os custos crescentes do setor nos últimos anos.O reajuste poderá ser aplicado em 19 mil medicamentos do mercado varejista.