O Governo do Paraná informou hoje(18) aos veículos A Folha do Sudoeste e Rádio Club de Palmas que não está atrasando repasses financeiros à empresa JMK, que faz gestão da frota do Corpo de Bombeiros do Paraná.  A empresa alega pendência de R$ 9,5 milhões de reais, e, por isso algumas mecânicas no Sudoeste do Paraná não receberam os pagamentos pelos serviços prestados à corporação na região, incluindo as viaturas da Seção de Palmas. O governo diz que não falta dinheiro e que a demora para o pagamento é por descompasso na emissão das notas fiscais.

Assinada por Silvio Lohmann, da Coordenadoria de Imprensa Agência de Notícias – Governo do Paraná, a nota informa que os órgãos do Estado, envolvidos na manutenção da frota oficial de veículos, estão auditando todas as informações prestadas pela JMK. Garante que os pagamentos são realizados assim que são processadas as notas, pelo novo sistema de gestão das contas públicas (Novo Siaf), que entrou em operação neste ano.

Acrescenta que atualmente cerca de 400 dos 22 mil veículos da frota estadual estão passando por reparos em oficinas do Estado. O serviço é autorizado a partir da emissão do empenho – autorização – para pagamento.Assim, eventuais atrasos na liquidação de débitos com a empresa JMK não estão acontecendo por conta de dificuldades de caixa, e sim, por descompasso de processamento das notas fiscais.

  • Compartilhe no Facebook

A regularidade no pagamento pela JMK às mecânicas na região foi novamente contestada pelo comando do Corpo de Bombeiros de Palmas pela manhã no Programa Pauta Dinâmica da Rádio Club. Conforme, Ten. Picolotto, as empresas credenciadas não estão sequer emitindo orçamentos, exigidos por lei, como procedimento anterior à contratação dos serviços de reparos. Segundo ele, os empresários alegam falta de condições financeiras para a execução dos serviços, pois há uma demora de até quatro meses para receberem da JMK.  Voltou  a garantir enfatizar que apesar da deficiência operacional com a frota própria, a Seção de Bombeiros está se dedicando para guarnecer a população de Palmas e Coronel Domingos Soares.

Nesta quinta-feira(17) a empresa JMK Frotas garantiu que o trabalho continua sendo realizado, apesar da existência de dívida do governo do Paraná, de R$ 9,5 milhões de reais. Reconhece, que por este atraso, alguns pagamentos para as oficinas estão, realmente, pendentes. “Refutamos completamente este panorama alarmista de que a manutenção na região estaria parada”, diz a nota.

Uma das empresas contratadas em Palmas para realização dos serviços confirmou ao RBJ que tem 41 boletos não quitados pela JMK. Confirmou ainda que diversas outras empresas da região, na mesma situação, estão tomando medidas administrativas e cancelaram os serviços à corporação.

Conforme relato do comando da Seção as três viaturas estão com o motor fervendo, bomba danificada e tanque As outras viaturas que servem aos setores administrativo e vistorias estão sem condições de uso, por falta de reparos.