Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos empresários atualmente é com o controle financeiro de suas contas. O problema é uma característica vigente em toda a América Latina. O empreendedor latino americano não gosta de controle, não gosta de leitura. A análise é do gerente-regional do Sebrae/PR no Sudoeste ao defender a necessidade de estar sempre preparado para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades, mesmo em tempo de crise.

Conforme, Joailson Agostinho, é necessário constante aprimoramento para que os empresários da região possam enfrentar a dinâmica dos negócios e os momentos de dificuldade. “Estamos vivendo um ano de crise, se fala muito da crise, e apesar disso esse é um tempo de aproveitar as oportunidades”, disse ele. Considerou que muito da situação financeira negativa por que estão passando várias empresas de todos os portes são ocasionadas pela falta de controle. “A gestão dos negócios deve estar sempre na ponta do lápis”, orientou.

Apontou que em nível regional as maiores dificuldades constatadas e apontadas pelos próprios empresários ao buscar a consultoria do Sebrae está as questões de gestão, finanças, custo, formação de preços, vendas e implantação dos controles financeiros. “As vezes são questões básicas, como por exemplo, o fluxo de caixa, para garantir os recursos para pagamento de um título. “Essas questões hoje que complicam a vida do empresário. Esse é o leão do dia do pequeno e do grande também”, salientou Agostinho.

Salientou que o Sebrae tem buscado cumprir seu papel de forma clara e objetiva o seu papel e trabalhado levando levar em conta as especificidades. Orientou que não é salutar tentar ou aplicar em pequenos e médios negócios, os modelos de gestão das grandes empresas. “Nosso papel é com base em uma realidade local utilizar os conhecimentos de gestão, transformar em uma linguagem acessível e possível de ser utilizada”, destacou.

PONTO DE ATENDIMENTO DO SEBRAE EM PALMAS/PR

O Gerente Regional anunciou que já formalizado o convênio entre prefeitura, ACIPA e Sebrae para instalação do Ponto de Atendimento no município de Palmas. Explicou que agora será feito todo o procedimento de adequação do espaço na sede da Associação Comercial para iniciar o atendimento ao empresariado. “Nós temos pressa de trazer o Sebrae mais próximo da comunidade empresarial e para atender as pessoas que sonham em abrir um negócio”, disse ele. De outra parte, avaliou que o serviço de atendimento ao MEI – Micro empreendedor Individual recentemente iniciado no município está indo muito bem