Nos últimos dias surgiram muitas reclamações na programação da rádio Onda Sul FM sobre as faturas cobradas pela Sanepar. Por isso, a reportagem da emissora foi até a agência de Francisco Beltrão para ouvir o chefe Ativo Miguel Beier que prontamente se colocou à disposição para atender caso a caso, e entender os motivos das divergências nas faturas.

Mesmo assim, a empresa emitiu uma nota para explicar os possíveis motivos do aumento dos valores cobrados.

Justificativas da Sanepar:

1- Neste momento de pandemia e de combate e prevenção ao coronavírus, a população encontra-se em casa há mais de 60 dias, crianças sem aula, muitos trabalhadores também estão em casa. O isolamento social provocou um aumento no consumo residencial de água porque as pessoas passaram a lavar roupas e calçados com mais frequência, a higienizar compras e a adotar novos hábitos de limpeza. Além disso, em março e abril, as temperaturas também ficaram acima da média, o que contribui para aumentar o consumo de água.

2- A Sanepar não aplicou nenhum reajuste tarifário, por determinação da Agepar em função da pandemia, e está postergando o pagamento das contas da Tarifa Social para minimizar os impactos da crise econômica para essas famílias. A Sanepar também está cumprindo a lei número 167/2020, que proíbe o corte no fornecimento de água para a população mais vulnerável enquanto perdurar as medidas de restrição de combate à pandemia de coronavírus. A lei aplica-se a famílias numa dessas situações: Com renda total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50); Idosos com mais de 60 anos de idade; Pessoas diagnosticadas com coronavírus – Covid-19 ou outras doenças graves ou infectocontagiosas; Pessoas com deficiência, trabalhadores informais, comerciantes enquadrados pela lei federal como micro e pequenas empresas e microempreendedor individual.

3- Como as Centrais de Relacionamento da Sanepar estão fechadas como medida protetiva aos clientes e empregados, a Companhia intensificou o atendimento virtual. Portanto, clientes que tenham dúvida sobre a tarifa aplicada, devem procurar a Sanepar pelo e-mail corporativo de cada região (http://site.sanepar.com.br/consulta/escritorios-enderecos-telefones) ou pelo telefone: 0800 200 0115. O cliente pode anotar ou fotografar os números que estão no hidrômetro para que a Sanepar possa conferir a leitura e, se for constatado erro, fazer a retificação.

Além dos contatos oficiais, a Sanepar de Francisco Beltrão disponibilizou um whatsapp para atender os clientes que é (46) 99930-8228 ou email [email protected]