Por Evandro Artuzi

Dezessete pessoas foram detidas na comunidade de Linha Toscan, interior de Salto do Lontra, pela Polícia Militar Ambiental, acusadas por crime de maus tratos a animais. Os detidos participavam de uma rinha de galos, crime previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais.

 

A polícia chegou no local após receber uma denúncia anônima, no sábado (18/08) a tarde. Para efetuar a abordagem, a Força Verde de Francisco Beltrão contou com apoio de policiais militares de Salto do Lontra e Nova Prata do Iguaçu, mesmo assim outras pessoas que estavam no local conseguiram fugir ao percebera a chegada da polícia.

 

Conforme o comandante do Pelotão da Força Verde em Francisco Beltrão, Sargento Charles, os detidos foram autuados em um termo circunstanciado por infração penal. Além disso, duas pessoas que se identificaram como proprietárias do local usado para a rinha foram autuadas em flagrante pela Polícia Civil.

 

Na propriedade foram encontrados e apreendidos 30 galos de rinha, além de diversos materiais usados durante as rinhas. Segundo o policial, as aves foram mantidas na propriedade e sua destinação ficará a cargo do Poder Judiciário da Comarca de Salto do Lontra.

 

Em entrevista a Onda Sul FM, de Francisco Beltrão, nesta segunda-feira (20/08), o policial comentou sobre as apreensões. Segundo ele, foi apurado na comunidade que as rinhas vinham acontecendo com frequência.

Ouça entrevista com Sargento Charles (Força Verde)