Por Evandro Artuzi com informações da Polícia Civil 

Uma Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina, composta por Policiais Civis, Militares, Polícia de Fronteira (PEFRON) e Polícia Rodoviária Federal prendeu na última sexta-feira (19/08), em Santa Cecília, parte de uma quadrilha de assaltantes que aterrorizava a região meio oeste Catarinense.

A quadrilha praticava assaltos em ônibus de turismo, caminhões de carga, lotéricas e residências na cidade de Caçador (SC). Dos seis membros da quadrilha, um morreu, dois ficaram feridos e outros três saíram ilesos do confronto armado com a polícia.

A Operação
A localização do bando aconteceu durante as investigações, quando a polícia recebeu a informação que um roubo seria praticado em Santa Cecília (SC). Na madrugada de sexta-feira (19/08), as equipes deslocaram a Santa Cecília (SC), onde identificaram três veículos usados pelos criminosos, um Fiat Strada, um Pálio e um Uno, foram monitorados em todos os trajetos percorridos, inclusive na zona urbana da cidade de Santa Cecília (SC).

Às 10h25 da manhã, foi decidido dar início a operação para desarticular a quadrilha, sendo realizada abordagem na BR 116, entroncamento com a SC 302, quando os criminosos reagiram e houve intensa troca de tiros. Segundo a polícia, o grupo estava fortemente armado e mostrou reação imediata a abordagem.

A ação policial foi coordenada pelo Delegado Daniel Regis, da Delegacia de Investigação Criminal de Caçador (SC). Já a Força Tarefa teve coordenação da Secretaria de Segurança Pública, através dos setores de inteligência das Policias Civil e Militar.
Foram presos Valderi Pereira, Wagner Ruiz de Medeiros, Daguiar Kades, Romildo Antunes Maciel e Eder João Bisello, que se encontra hospitalizado. O integrante da quadrilha, Loir Carlos Milani foi morto durante o confronto. Os presos foram encaminhados ao Presídio de Caçador (SC), exceto o que encontra-se hospitalizado.

Com a quadrilha foram apreendidos, além dos três veículos, uma pistola 9mm com numeração raspada, dois carregadores contendo 34 munições; uma pistola 380, com dois carregadores e 30 munições; dois revólveres .38, com 11 munições .38 e uma cápsula deflagrada; uma chave mixa; um rolo de fita adesiva, possivelmente utilizado para imobilizar as vítimas durante a ação criminosa; uma talha possivelmente utilizada para erguer cofres ou caixas eletrônicos.
A Polícia Civil, que compõe a Força Tarefa, segue com as investigações e novas ações devem acontecer nos próximos dias. Um dos integrantes da quadrilha, Eder João Bisello, é natural de Chopinzinho, no Sudoeste do Paraná.