O Corpo de Bombeiros utilizou aproximadamente 430 mil litros de água no  combate a incêndios em edificações na área do 2° SGBI, nos últimos 12 meses. O fogo atingiu mais de 9 mil metros quadrados área construída, nesta região. Os maiores volumes foram utilizados nos municípios de Pato Branco, 151,9  mil  e em Palmas, com 135, 8 mil.

  • Compartilhe no Facebook

Conforme o comandante da 3ª Seção de Palmas, Ten. Guilherme Picolotto, somente  no município foram 49 incêndios, sendo 32  extintos pela corporação e outros 17, antes da chegada das equipes. O fogo atingiu 36 residências e ocasionou a morte de quatro pessoas, três crianças e um adulto. Ao todo o fogo atingiu dois mil metros quadrados atingidos. “Foram registrados outros 12 incêndios em meios de transporte e 58 em áreas de vegetação em terrenos baldios e áreas de plantio florestal”, revelou Picolotto.

Orientou para os cuidados que se deve ter, principalmente, com as panelas sobre o fogo, que pelo esquecimento ocasionou diversos incêndios residenciais. Outra alta incidência é de problemas ocasionados pela fiação elétrica sobre o forro e tomadas. “ Também tivemos incêndios pela falta de isolamento dos canos de fogão à lenha em relação da forração das residências” disse ele.

 

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Alencar Pereira(Arquivo/RBJ)

MORTES PELO FOGO

Em 29 de Novembro de 2017, um incêndio em uma residência no bairro São Sebastião do Rocio, e Palmas PR, provocou a morte de três crianças, um menino de 5, uma menina de 6 e uma adolescente de 15 anos.Cinco pessoas estavam na casa, duas delas conseguiram sair enquanto as demais não tiveram a mesma sorte.

Outro óbito ocorreu no dia ia 13 de outubro de 2017, quando foi vítima vítima, Dorival dos Santos, 65 anos. Ele morava sozinho e fazia uso de remédios controlados. Vizinhos tentaram sem êxito socorrer o idoso. Em poucos minutos o fogo consumiu a casa, com o idoso em seu interior. O corpo de Bombeiros foi acionado, mas nada pode fazer.