No início da tarde de ontem, o Corpo de Bombeiros foi acionado para o combate a incêndio em uma residência na comunidade de São Braz, área rural de Pato Branco.

De acordo com o cabo Adriano que coordenou o trabalho de combate as chamas, o atendimento foi feito a uma residência que foi completamente consumida e isolamento de uma segunda residência que corria risco de incêndio. “Quando chegamos ao local à residência onde iniciou o fogo estava totalmente tomada, até mesmo a cobertura da mesma já tinha caído. E o fogo já estava se propagando para a residência dos fundos, que chegou a ter o beiral que era de forro de PVC derretido”, disse ele.

Cabo Adriano também afirmou que de acordo com relato do proprietário, ele estava no interior da casa no momento do incêndio. “O proprietário nos informou que tinha fogo no fogão e que um pedaço de lenha que era maior que o comprimento do fogão acabou ficando para fora do mesmo”, disse cabo Adriano relatando ainda que na frente do fogão havia um colchão onde teria iniciado o fogo.

Nada sobrou

Segundo a proprietária Margarete Terezinha Pereto a maior parte da residência era de madeira. “Não sei ao certo como começou”, disse a mulher que relatou estar na horta no início do incêndio.

“Não salvamos nada. Foi o tempo do meu marido sair de dentro de casa”, afirmou Margarete que assim como o marido não estão trabalhando.

Margarete também relatou que o casal e o filho estavam residindo na casa consumida pelas chamas há pouco tempo. “Faz seis meses que compramos essa casa. Nós tínhamos um carro que foi vendido essa semana e o dinheiro que estava dentro da casa, nós íamos usar para a reforma”.

Ainda na tarde de ontem o casal buscava resgatar alguns pertences e em meio a fumaça, deixada pelo fogo, em uma calça foi encontrada parte do dinheiro da venda do automóvel da família.

Ajuda

Segundo a secretária de Ação Social, Maria Cristina Hamera assim que a equipe de atendimento da Secretaria foi comunicada da ocorrência se deslocou para cadastramento da família e atendimento para as primeiras necessidades.

Texto e fotos: Marcilei Rossi – Diário do Sudoeste