A carência por tradutores e intérpretes de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) é um dos graves problemas enfrentados pelas escolas de Palmas e de toda região para atender os alunos surdos. Núcleo Regional de Educação de Pato Branco deverá realizar um PSS – Processo Seletivo Simplificado para atende a demanda.

Ao apontar o problema e informar sobre a nova possibilidade, a vice-diretora do Colégio Sebastião Paraná, Olivete Franzon, salientou que atualmente como há ampla oferta de vagas para esses profissionais em todo o Paraná, o problema da falta de tradutores e intérpretes se repete a cada ano as escolas do município. “Diante do quadro de urgência estará sendo feita uma banca de qualificação de novos profissionais para que estejam aptos a inscreverem-se no PSS”, disse ela.

Informou que para facilitar o acesso aos que já possuem a prática em Libras e que desejam certificar-se para atuar nas escolas, a FENEIS – Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos em parceria com o INOVA – Instituto de Pós-Graduação e  Ensino Técnico estarão ofertando em Palmas, entre 16 e 18 de abril, uma Prova de Proficiência e uma Oficina de Formação Para Profissionais – TILS, com carga horária de 16 horas.

Explicou prof. Olivete Franzon, os professores que integram o quadro próprio do magistério estadual, ou seja, os concursados que desejam atuar com Libras em sala de aula e já tenham conhecimento à respeito poderão realizar a prova e posteriormente também  passar atuar neste setor da educação.
SAIBA MAIS SOBRE PROVA E OFICINAL DE FORMAÇÃO PARA LIBRAS