O movimento dos trabalhadores da coleta de lixo de Francisco Beltrão, encerrou no final da tarde desta segunda-feira (27), após reunião realizada com a aproximadamente 25 trabalhadores do setor. A categoria aceitou a proposta feita pelo executivo municipal e decidiu também montar uma comissão para conversar com o prefeito nos próximos dias, além de retomar as atividades.

“Por uma questão de compreensão dos servidores, entendemos que para a população não ser prejudicada, os servidores optaram pela volta ao trabalho. Eles não estavam de greve e sim num momento de ponto facultativo, deixando de fazer as horas –extras”. Comenta o Vereador e Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Zé Carlos Kniphoff, durante entrevista à Rádio Onda Sul, após o término da reunião dos trabalhadores.

A coleta retornou na madrugada de hoje (28). Aos poucos o serviço volta à normalidade nos bairros e área central o município. A proposta envida pelo executivo, autoriza o pagamento de horas-extras referentes aos meses de janeiro e fevereiro, além de feriados e pontos facultativos. Na proposta, se estuda encaminha para Câmara de vereadores, no próximo mês um projeto de Lei que regularize a situação dos trabalhadores do setor.

No decorrer dos próximos dias uma comissão com cinco integrantes deve se reunir com o prefeito para debater os pontos aprovados e definir outras situações. “Eles acharam viável, mas é claro que vamos tentar uma audiência com o prefeito na quarta-feira, quando volta o expediente junto com essa comissão para reafirmar esse compromisso aprovado na reunião”. Ressalta Kniphoff.

Em vídeo publicado pelo Facebook, o prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana (PSDB) falou de o problema ser resolvido no curto prazo de tempo, “tenho visto muita gente preocupado com a coleta de lixo, quero dizer que tivemos um pequeno impasse que foi resolvido em 72 horas. Existia uma reivindicação pelo pessoal da coleta, mas temos algumas limitações. A tarde com a participação do sindicato chegamos a um acordo”.