• Compartilhe no Facebook

Capitão Marcelo Veigangtes, comandante da 4ª Cia. da Polícia Ambiental de Guarapuava. Foto: Arquivo Central Cultura

O encerramento de um convênio entre a Copel (Companhia Paranaense de Energia) e a Polícia Militar do Paraná ocasionou o fechamento de alguns postos da Polícia Ambiental (Força Verde) no Paraná. Um deles é o posto que funcionava na Vila Copel, em Reserva do Iguaçu. O fechamento da unidade aconteceu no dia 5 de Dezembro. A informação foi prestada pelo comandante da 4ª Companhia de Polícia Ambiental de Guarapuava, Capitão Marcelo Veigantes, em entrevista à Extra FM, de Chopinzinho.

Segundo o oficial o fim da gestão do atual governo pode ter sido a causa da não renovação do convênio, porém com o início do governo Ratinho Junior provavelmente esse e outros postos sejam reabertos, com a renovação do convênio entre a nova direção da Copel e o comando geral da Polícia Militar. Porém, segundo o comandante, o fechamento do posto não afeta o serviço da Polícia Ambiental na região.

Os policiais que estavam lotados no Destacamento foram remanejados para o Pelotão que funciona em anexo a Companhia em Guarapuava e, da mesma forma, vão desenvolver a fiscalização nos rios e lagos da região para evitar a pesca predatória, caça e os desmates. “A Polícia Ambiental continua atuando firmemente para coibir os delitos ambientais em nossa região, sem que haja qualquer prejuízo por conta da desativação do nosso Destacamento”, disse.

Ouça a entrevista….