As 126 residências de um conjunto habitacional no bairro São Francisco em Palmas, no sul do Paraná, foram invadias no final de semana por dezenas de famílias. As habitações estão com obras abandonadas desde 2014. A ocupação ocorreu sob a alegação de não terem moradia própria e nem condições de pagar aluguel.

Um dos lideres do movimento Nelson da Silva, relatou ao RBJ que as casas estão abandonadas há muito tempo, inacabadas e sendo alvo de vândalos e que isso motivou as famílias a ocuparem os imóveis.

Segundo ele, todos estão dispostos a limpar os terrenos, arrumar a fiação e cobertura. Disse que muitos estão na lista de espera do departamento fundiário da administração pública e que nunca foram contemplados.

Outro organizador Paulo Kepe contou que as famílias não querem os imóveis de graça. Pedem que os responsáveis compareçam no local para ouvirem as reivindicações e explicações dos motivos da invasão.

O projeto do conjunto habitacional envolve a prefeitura que doou o terreno a Cohapar – Companhia de Habitação do Paraná. Os recursos são do governo federal e operacionalizados pelo Banco do Brasil. Extraoficialmente, uma das justificativas para a paralisação das obras foi à desistência da empresa vencedora da licitação que entrou em falência.