Nesta segunda-feira (29), 98 famílias das cidades de Capanema (59) e Vitorino (39) realizaram o sonho da casa própria. Foram realizados investimentos de R$ 3,2 milhões dos governos do Paraná, federal e das prefeituras, dentro do programa Minha Casa Minha Vida.

Tânia Regina Bernardon, gerente do escritório regional da Cohapar de Francisco Beltrão, ressaltou que graças às parcerias os programas habitacionais são realidade na região Sudoeste. “Juntos podemos construir mais e ajudar as famílias a transformarem as moradias em lares, onde vão viver em harmonia e progredir”.

Lindamir Denardin, prefeita de Capanema, disse que todos os prefeitos deveriam priorizar habitação. “Sabemos que pagar aluguel não é nada fácil e também o quanto estas casas vão transformar a vida de vocês. Vocês estão passando por um momento de transformação”, afirmou.

O prefeito de Vitorino, Juarez Votri, afirmou que a administração municipal preocupa-se com a questão da habitação. “Sabemos que para muitas famílias seria impossível comprar um terreno e construir uma casa, por isso buscamos parcerias para que esse sonho se tornasse realidade”, disse.

Soeli Glaser mora com o marido na garagem da sogra em Capanema. Há oito anos eles fecharam o local e transformaram em uma casa. “É muito ruim morar lá porque é apertado, não temos privacidade e não é uma casa de verdade. Estamos tão felizes que já estamos organizando uma galinhada com os amigos e a nossa família, temos que comemorar muito”, disse.

Pedro Elbert é cadeirante e estava morando de favor com o irmão. “Sempre tive dificuldades porque a cadeira enroscava até para entrar e sair. Nunca imaginei que teria uma casa assim, toda adaptada e cheia de facilidades para mim. Estou muito feliz”, disse.

Daniana Pauline mora com o marido e dois filhos numa casa alugada de madeira em Vitorino. Quando chove, a família não consegue nem sair da casa de tanto barro no terreno. Quem está mais contente é a filha Sara, de seis anos. “Agora quando chover eu vou chegar com o sapato limpo na escola”, contou.

Também de Vitorino, Julcemar Carlin e sua esposa Solange querem se mudar para a casa nova com os dois filhos o mais rápido possível para evitar gastar mais dinheiro com aluguel. “A gente começou a economizar há algum tempo pra comprar móveis novos. Casa nova tem que ter tudo novo”, explicou Solange.