O Departamento de jornalismo da Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, foi acionado na manhã de hoje para cobrir um fato bastante diferente. Ocorre que a família da aposentada Vidalvina  Brizola Ribeiro,78, passou parte da noite de ontem e madrugada de hoje velando o corpo de outra pessoa.

Conforme uma das filhas, Elisangela Ribeiro, na noite de ontem foi  chamada a comparecer ao hospital onde sua mãe estava internada há alguns dias  por conta de um câncer no pulmão e intestino. Ao chegar no local foi comunicada que sua mãe havia falecido às 21h30, conforme atestou Certidão de Óbito. Impactada com a notícia não foi ver  o corpo e logo tratou de preparar o velório. O corpo foi levado às 23h30, pela empresa funerária até Casa Morturária do Senhor Bom Jesus Ressuscitado onde toda a família já estava reunida.

A filha da falecida contou ao repórter Alencar Pereira, que desconfiou que podia haver algo errado, pois as mãos de sua mãe estavam muito machucadas, mas como o corpo estava muito inchado não  questionou a situação.

Enquanto isso outra família de uma mulher de Itapejara do Oeste, sudoeste do PR, que estava  na UTI, vítima de acidente, também era chamada ao Hospital pois a mesma havia falecido. Ao confirmarem o fato perceberam que  o corpo que estava ali não conferia coma identidade da vítima. Percebida a confusão às 04h30 da madrugada foi necessário acionar novamente a empresa funerária que foi  até a Capela Mortuária e contou  aos familiares de Idalina Ribeiro que o corpo que estavam velando não era dela e sim de outra mulher.  Familiares retornaram ao hospital e então confirmaram que houve a troca. 

A filha da falecida Idalina relatou ainda que outra situação lhe deixa mais preocupada, visto que ao reconhecer o corpo de sua mãe ainda estava quente, mesmo durante a madrugada. Diante da situação, foi necessário realizar a troca dos corpos e seguir com o velório certo. Familiares informaram que irão apurar a situação, cobrar explicações e responsabilizar os responsáveis pela troca e pelo contrangimento e indiganação ocasionados com o fato.

O Departamento de jornalismo da Rádio Club de Palmas entrou em contato com o Hospital Pelizzari para saber o que aconteceu em relação a troca dos corpos. O hospital retornou o contato e informou que estão apurando os fatos e deverão se manifestar nas próximas horas.