Por Evandro Artuzi

O mestre de obras Antonio Gracioli, morador no Bairro Cango, em Francisco Beltrão, encontra-se desaparecido desde o sábado, dia 1º de janeiro. Na tarde desta quinta-feira (06), seus familiares estiveram na 19ª SDP para registrar o desaparecimento e verificar algumas fotos do homem encontrado morto na terça-feira (04), próximo a Unisep. A princípio, segundo o Investigador Oliveira, a digital no homem não condiz com as digitais de Antonio Gracioli.
Mesmo assim, foi coletado material do filho do desaparecido para um exame de DNA. Segundo a família, Antonio saiu depois do almoço para participar de um evento na comunidade de Alto Verê e, a partir de então, não manteve mais contato, contou seu cunhado, Elói da Silva.
O filho, Ronaldo Gracioli, conta que o pai não tinha motivos para sumir dessa maneira. O relacionamento com os familiares era normal.
Qualquer informação sobre Antonio Gracioli pode ser repassada a Polícia Civil pelo telefone 3524- 5363 ou no 8811-0940, com seus familiares.

OUÇA