Familiares do empresário da cidade de Jaraguá do Sul (SC) Adilson Kopsch, 36 anos, que morreu afogado no dia 28 de dezembro de 2014 enquanto se divertia em um recanto no interior de Francisco Beltrão contestam as informações repassadas pelos responsáveis pelo local e também pelos órgãos de segurança.

Segundo as informações, o afogamento teria ocorrido depois de o empresário ter desobedecido as ordens de seguranças, porém a versão da família é outra. Lucilene Rodrigues Stumpf, sobrinha da vítima, disse que em nenhum momento houve salto da cachoeira como informado. Adilson entrou uma única vez no poço que fica abaixo da cachoeira e afundou. Ele estava nadando normalmente e, de repente, afundou sem mesmo pedir ajuda, contou a sobrinha.

O empresário estava no recanto desde o período da manhã, mas só entrou na água a tarde, quando infelizmente ocorreu o afogamento.