Por Evandro Artuzi (10h48)

Continua a luta da Associação dos Municípios do Sudoeste (Amsop) pela instalação do curso de medicina no Campus da Unioeste, em Francisco Beltrão.
Conforme o prefeito de Realeza e presidente da entidade, Eduardo Gaieviski, a vida do curso para a região permitiria a formação de profissionais aqui e isso facilitaria a contratação, principalmente para o Hospital Regional do Sudoeste, que ainda sofre com a falta de profissionais.
Gaieviski adiantou que o governo disponibilizou mais de R$ 4 milhões para esse fim, mas a Associação Regional de Saúde não encontrou médicos para contratação, estando o dinheiro a disposição numa conta da entidade.
O presidente da Amsop voltou a cobrar uma postura firme e um comprometimento dos candidatos com a instalação do curso de medicina. “Essa é uma reivindicação contida na carta do Sudoeste e todos os candidatos devem valoriza – lá”, afirmou. Ele lembra ainda que o Hospital Regional do Sudoeste foi uma luta de todos os sudoestinos e não pode ser desqualificado ou usado para campanha política.

Ouça