Por Evandro Artuzi

Uma denúncia sobre o paradeiro do possível Fuzil roubado no 16º Esquadrão de cavalaria Mecanizado, de Francisco Beltrão, na última quinta-feira (29/03), mobilizou a Polícia Militar e o Exército nesta quarta-feira (04/04), por volta das 16 horas.

 

Militares estiveram no Bairro São Miguel, próximo a Associação dos Funcionários Municipais (AFM), onde uma arma foi encontrada em meio a mata. Entretanto, ao verificar, foi constatado tratar-se de uma arma de pressão e não o Fuzil roubado.

 

O que chamou a atenção dos policiais foram dois cartuchos, um deflagrado e outro de festim, exatamente de Fuzil calibre 7.62, mesmo calibre da arma que está sendo procurada. A arma e as munições foram apreendidas e entregues aos órgãos competentes, adiantou o soldado da Polícia Militar, Tiago Godinho.
A Polícia Militar continua junto com o Exército realizando buscas e verificando as denuncias que chegam a seu conhecimento.

 

Qualquer informação pode ser repassada através dos telefones 190 e 181. O nome do denunciante será mantido em absoluto sigilo. Nesse caso, a polícia analisa a possibilidade de se tratar de uma tentativa para desviar a atenção das equipes.

 

O Exército continua nas ruas com intuito de encontrar o armamento. Conforme o comandante do 16º Esquadrão, Capitão Coutinho Nascimento, não haverá sexta-feira santa, sábado e muito menos domingo de páscoa para os militares beltronenses. Folga para a tropa somente depois que a arma for encontrada, declarou o oficial.

OUÇA